Você está aqui

Popularidade de Salah influencia jovens a praticarem o islamismo

Abas primárias

Enviado por PerfeitoLouvor em sex, 25/05/2018 - 11:16

A popularidade do jogador muçulmano Mohamed Salah, o egípcio que é destaque na Liga dos Campeões da Europa este ano, está fazendo com que a maior mesquita de Liverpool, onde ele mora, tenha aumentado nos últimos meses.

Ele é apontado pela mídia inglesa como um dos responsáveis por “melhorar a imagem do Islã” em todo o país. “Cada vez mais jovens visitam mesquitas e assistem às orações de sexta-feira apenas pelo fato de Mo Salah estar aqui”, explica Abdul Hamid, administrador da mesquita Sheikh Abdullah Quilliam, a mais antiga da cidade.

Há um documentário sendo gravado sobre sua vida, que reúne o testemunho de vários líderes islâmicos.
O clérigo muçulmano Galib Khan comemora: “Salah atrai crianças de todas as religiões e todos nós estamos orgulhosos dele. Ele traz imagens positivas de tudo o que está no Islã para os jogos e influencia as pessoas. Acho que ele nos deu um presente que não esqueceremos tão cedo”.

Mumin Khan acrescentou: “Ele é um modelo positivo para a comunidade muçulmana e não-muçulmana não só no Reino Unido, mas em todo o mundo. Este é o modelo que estamos procurando. Pessoas como ele, podem passar uma mensagem de tolerância e união”.
Influência sobre jovens

Com o começo do mês sagrado do Ramadã na última quinta-feira, cerca de 1,8 bilhão de muçulmanos em todo o mundo vão se abster de comer e beber durante o dia. Essa antiga tradição teria o objetivo de fazer os fiéis se aproximarem de Allah através da oração.

A final da Champions é dia 26 de maio, e os jogadores muçulmanos do Liverpool (Salah, Mané e Emre Can) disseram que vão seguir os requisitos da religião. Isso tem recebido muito destaque da mídia europeia, num continente com um número crescente de seguidores de Maomé.

Quando Salah ganhou a “chuteira de ouro” como artilheiro da Premier League, tendo finalizado a temporada com 32 gols, voltou a ser cotado como o próximo ganhador da “Bola de ouro”, que na última década se alternou entre Lionel Messi do Barcelona e Cristiano Ronaldo, do Real Madrid.

Caso o jogador islâmico seja o próximo vencedor, isso terá um grande impacto sobre jovens fãs de futebol do mundo todo. Afinal, Salah é um muçulmano devoto que muitas vezes se ajoelha em campo depois de marcar gols.

Ao longo da temporada, a torcida do Liverpool passou a cantar uma música em homenagem a Salah, onde a crença do egípcio é exaltada. “Se ele é bom o bastante para você, ele é bom o bastante para mim. Se ele fizer mais alguns gols, serei muçulmano também”, diz a canção. Em outro trecho, a música completa “ele está sentado numa mesquita, é lá que eu quero estar”